quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

História da Mamãe Geovanna Pintor e da Princesa Isabella

Em maio de 2012 fiz uma viagem para São Paulo , nossa passei muito mal , muito enjoo , dois meses depois disso minha menstruação parou de vim , foi quando comentei com o meu namorado ele falou que não era nada demais , mais acabei ficando com isso na cabeça  , mais nem comentei com mais ninguém foi quando comecei a engorda de repente começo a dar mais enjoo , um certo dia minha sogra e minha cunhadas foram em casa foi quando elas perceberam a barriga minha sogra disse que não tinha desculpa e que eu estava grávida , foi quando contei para minha mãe , ela me apoio muito , em agosto fui no medico e descobri que já estava com 5 meses de gravidez e descobri também que era uma menina , ai foi tudo muito rápido era para minha filha nasce dia 4 de dezembro e eu ainda não tinha comprado nada .
Dia 5 de outubro meu aniversário comecei a sentir dores que vinha e parava de 30 em 30 minuto , pensei que era só  uma dorzinha  , mais na madrugada do dia 6 a dor começo mais forte vinha em 10 em 10 minutos , fui para o hospital , a dor era contração já estava 4 cm dilatado , fique desesperada porque eu tinha acabado de entra no sétimo mês de gravidez , me transferiram para a cidade vizinha , e me deram um soro para segura a nenem , eu estava perdendo muito liquido , na segunda feira  as contrações voltaram , mais aumentaram o soro , na madrugada do dia 10 a contração volto com tudo o soro não estava mais adiantando , minha tia estava comigo ela chamo a enfermeira e ela falo que minha filha não iria nascer naquele dia que eu podia fica sossegada o médico não queria faze meu parto . As 7 da manhã era a troca do plantão meu quarto era em frente do elevador o médico passo e me viu chorando pergunto o que estava acontecendo e minha tia conto , ele mando tira meu soro que ele iria faze meu parto , ele fez o exame de toque já estava com 7 dedos de dilatação , fui para a sala de pré parto minha bolsa estourou 9 da manhã foi quando fui para sala do parto minha tia ficou la comigo 9 : 20 da manhã minha filha nasceu nem vi ela , ela foi direto para a UTI neo natal , a primeira pessoa a ver ela foi meu marido ele veio todo alegre me conta que ela era linda , fui ver ela 3 horas da tarde ela nasceu com 42 cem e 1 quilo 655 , ficou 20 dias na UTI eu chorava tanto só de ver ela com a sonda no nariz
Quando ela saiu foi uma festa ela esta muito bem de saúde hoje esta com 57 cm e 5 quilo e 300.

                                                                                                       Princesa !

História da Mamãe Luana e do Príncipe Kauaãn

Então, meu nome é Luana sou mãe do Kauaãn, Eu conheci o pai do meu filho em 2007 mais eramos só amigos, com o passar do tempo eu comecei a gostar dele só que ele não gostava de mim, só como amiga mesmo. ai depois de uns tempos eu conversando com ele no msn ele me falou que o aniversário dele era dia 20/04 , e no dia que conversamos era dia 18/04 , e então ele falou: Eu quero um presente viu ? ai eu falei: Depende do presente, ué. O que você quer ganhar? ai ele respondeu: Um beijo seu, ai eu fiquei toda feliz né porque sempre amei ele! então agente marcou de se encontrar eu fui e ele também, ai agente foi ficando quando foi no dia 23/04/09 ele me pediu em namoro, e eu aceitei claro né rs. Agente namorou 05 meses escondido dos meus pais pelo fato de eu ser muito nova e os meus pais não aceitavam eu namorar, só tinha 12 anos. Então quando estava perto de fazer 06 meses de namoro eu resolvi contar pros meus pais, minha mãe aceitou de boa, meu pai ficou meio assim até que convenceu a minha mãe a não deixar, e então já que eles não deixaram agente continuou ué , eu tinha avisado, não era culpa minha. Ai em um belo dia kk, eu sai cedo da escola e fiquei na frente da escola com o Pai do meu filho e tava tão bom lá que eu nem vi a hora passar, e nisso minha mãe já tinha chegado só que eu que estava com a chave. E então ela foi atrás de mim na escola, quando eu vi ela na esquina quase dei um infarto do coração, ela falou pra eu ir pra casa que queria conversar comigo, ai eu vim pra casa cheguei aqui ela ligou pro meu pai, fez o meu namorado vim aqui conversar com ele ai os meus pais aceitaram o nosso namoro *-* , e com o passar do tempo, em 2010 no dia 26/09 eu fiz 14 anos e vivia com sono , muita preguiça, eu nem imaginava uma gravidez , minha menstruação não tinha descido , esperei uns 3 meses na esperança dela descer e nada.. então minha mãe já desconfiou porque minha menstruação sempre foi no mesmo dia que a dela, ela comprou um teste de farmácia e eu fiz, Deu positivo , mesmo assim eu não acreditava nisso fiz 3 testes de farmácia todos positivos. Ai um dia ela mandou eu ir fazer o exame de sangue pra começar fazer o pré-natal porque ela já sabia que eu estava grávida, e eu também sentia que estava. quando fiz não deu outra- Positivo *-* , fiquei feliz porque já tinha me acostumado com a ideia de ser Mãe! e então fui contar pro Pai do meu filho, ele ficou muito assustado porque eu muito nova né e ele também, mais ele disse que assumiria nosso filho. Dai comecei fazer o Pré-natal. com 4 meses fiz uma Ultra pra saber o sexo do meu filho, escultei a batida co coração dele, fiquei toda emocionada, depois o médico viu que ia ser um Menino, eu queria menina, mais Deus me deu um Menino e então eu já estava feliz por demais. Vindo com saúde é sempre oque importa *-*
PARTO: Os médicos sempre disseram que o Kauaãn iria nascer no mês de Junho mais eu tinha uma coisa comigo que não seria, seria em Maio! e então no dia 09/05/11 a noite eu falei: Mãe , vou arrumar a bolsa do nenem. Minha mãe: Uai, mais já? O médico não disse que ele nasceria em Junho, porque você vai arrumar agora? Eu falei: Porque ele vai nascer em maio eu tenho certeza. Minha mãe: Então tá bom! Eu arrumei tudo as coisinhas dele e deixei no berço! no mesmo dia de madrugada umas 03:00 da madrugada comecei sentir umas cólicas sabe? Dai eu levantei e fui no banheiro. quando cheguei lá eu já estava sangrando, e então chamei minha mãe, ela disse: Eita Lulu o Kauaãn está chegando, toda feliz. Ai que o desespero foi maior ainda , ai fiquei andando pela casa e liguei pro Pai do meu filho contando que já ia pro Hospital, ele disse que iria pra lá!, e então andei pela casa até ás 04:40 da madrugada foi no momento em que não aguentei mais e pedi pra me levarem logo pro hospital! ai me levaram cheguei lá fizeram o toque e a cabeça do meu filho já aparecia, me levaram imediatamente pra sala de parto.. e o meu filho nasceu ás 06:00 da manhã *-* , foi o choro mais lindo que eu nunca vou esquecer! e Hoje estou com o Pai do meu filho já tem 03 anos e 09 meses que estamos juntos, Graças a Deus! e o meu filhote hoje está com 01 aninho e 08 meses , e é isso ai galera s2
Lindos!

                                                          

História da Mamãe Denize Miranda e da Princesa Júlia Beatriz

Amor mais lindo do Mundo s2
Eu engravidei tinha 16 anos , namorava com o pai da Júlia a quase 4 anos só que agente terminou e com 1 més depois que agente tinha terminado eu comecei a desconfiar , que estava gravida fiquei desesperada , então decide contar a ele ( agente não estava mais juntos ). Então quando eu disse a ele que achava que estava gravida ele simplesmente mandou eu se virar , ai fiquei mas desesperada ainda , como eu iria contar pros meus pais o que seria de mim e do meu bebe ( era o que se passava na minha cabeça ) então resolvi passar um tempo em Recife na casa da minha irmã passei um bom tempo lá , e minha mãe começou a desconfiar porque eu estava enjoado passando mal , fiquei louca sem saber o que fazer chorava todos os dias , cheguei até pensar em tomar algum remédio , mais isso era só no momento de desespero porque eu sabia que não iria ter coragem , pois já amava meu bebe , sonhava com ele mesmo com todo meu medo. Voltei pra Maceió , e conversei com a minha irmã é contei tudo pra ela , ela comprou o teste pra mim e no dia seguinte eu fiz e deu positivo eu e ela começamos a chorar pois agente tinha medo da reação dos meus pais principalmente do meu pai , então minha mãe chegou onde agente estava e minha irmã contou pra ela , ela ficou desespera chorou muito começou a dizer que meu pai não iria mim aceitar em casa. Até que chegou anoite e minha mãe foi contar pro meu pai , e a reação dele logico que não foi boa , ele ficou muito bravo falou muitas coisas , e eu fiquei sem chão só chorava o ''pai'' da Júlia também estava na hora , e meu pai conversou com e ele disse que iria assumir e blá , blá coisa que ele nunca fez. Então minha gravidez não foi muito tranquila porque eu passava muito mal e minha gravidez era de risco por causa da minha idade , e também porque eu tive muita raiva de umas meninas que diziam ser minhas ''amigas'' e não eram. Mais o amor que eu sentia por minha filha mim fez superar tudo e todos , e eu sabia que depois que eu tivesse ela tudo iria melhorar , e foi isso mesmo que aconteceu no dia 17/09/11 as 10:00 hrs minha princesa nasceu e foi o dia mais feliz da minha vida , e depois que ela nasceu tudo mudou , meu pai voltou a ser o mesmo comigo , e muito carinhoso com a Júlia faz tudo por ela , superei tudo é todos que queriam o meu mal e estou muito feliz com a minha princesa , e isso gente :D
Princesa Linda!

Boneca

História da Mamãe Dani Bittencourt e da Princesa Júlia

Comecei a namorar um moço que fingia ser evangélico e tals, um moço muito exemplar,com educação,parecia um anjo,conseguiu ganhar meus pais na lábia e eu também né,foi num domingo dia 8 de Abril ,minha mãe me acorda e fala fica calma por favor: e começou a me falar tudo q ele falou que era : ele dizia ter sítio?ele tem não,ele dizia que fazia faculdade de psicologia e até se passou por psicologo pra mim,fazendo eu falar coisas que só eu e Deus sabia,mentiu que seu pai era bêbado e que ele e sua mãe viviam um amor de mentira por causa de dinheiro,sendo que ele num tem merda nenhuma,e ele sabia muito bem que num tava com ele por causa de dinheiro porque já namorei com um ex dependente químico,levantou meu pai da cama mais de 00:00 pra ir atrás do pai dele q tava caído num sei na onde,sendo q nem bebe ele bebe,deixou uma divida no nome do meu pai e da minha mãe que pagam até hoje,porque não somos ricos,fingia que atendia celular de meninas me xingando de puta,biscate e etc,sendo q nem ligação era,da mãe chamando minha mãe pra sair,acusou um amigo falando q ele tinha falado do meu pai,falou que ficou com tal meninas,mentira porque perguntei pra todas elas,me deu remédio falso,porque se fosse pílula do dia seguinte num teria engravidado,e a base de me dar um infarte,fingiu ser uma pessoa e é totalmente mil vezes pior que ele desenhou-se,durante a minha gravidez os que me mostrava ser meus amigos me deram as costas,e se aproximaram de mim pessoas que eu menos esperava me ajudando,nos 3 primeiros meses tive muito enjoo e não podia comer nada nem sequer tomar água,perdi 6 kg,o pai dela me infernizou 7 meses tive até que passar pelo psicólogo então depois ele sumiu do mapa,e fiquei por um tempo em paz,com 6 meses de gestação minha bebe queria nascer e tomei alguns remédios na veia pra segurar,com 7 tomei injeção pra poder amadurecer seu pulmão pois corria risco de vida,não conseguia nem ver comprimido e fiquei sem tomar os remédios necessários para sua formação,em desespero dobrei meus joelhos e todo dia pedia a Deus que fizesse a minha filha nascer com saúde e perfeita,no hospital tive os melhores cuidados e toda atenção.Na hora do parto eu estava tranquila,nem parecia ser eu mesma só sei que eu estava muito feliz de saber que ia ver em breve rostinho da minha princesa entrei na sala de cirurgia as 5;58 da tarde e 6;30 eu pude ouvir seu primeiro chorinho da mais linda joia que Deus tinha me dado.E agora vejo que tudo que passei valeu e pena e pela minha filha passaria tudo de novo,hoje sou muito feliz pelo presente liiiiiiiiindo que Deus me deu. 

História da Mamãe Desirê Pontes e do Príncipe Luís Gustavo

Gravida do Luís Gustavo Linda

Foi em novembro de 2009 que conheci meu namorado,no mesmo mês começamos á namorar,em abril de 2010 engravidei,eu com 15 anos e ele com 17,contamos para a minha mãe,contei pro meu pai também que na época morava em portugal,contei aos dois pelo telefone,depois contei a minha sogra,e ele contou ao resto da familia,todos aceitaram numa boa,a que mais ficou feliz com a notícia sem duvidas foi a minha mãe,estudei até o mês de agosto de 2010,depois parei,mais hoje já terminei.No dia 18 de agosto de 2010 (dia do meu aniversário) fiz o meu sengundo ultrason,porem este foi em 3D,descobri o sexo do bebê,era um menino,fiquei triste pois queria muito que fosse menina,mais o resto da família adorou a data prevista do parto era dia 3 de janeiro de 2011,meu namorado comprou todas as coisas do bebê sozinho,e as minhas também.
Engodei 6 quilos durante a minha gravidez,ganhei meu filho pesando 51 quilos,no mês de novembro de 2010 fiz outro ultrason,estava com 35 semanas e meu bebê estava pesando 2,535 kg e 45,1 cm,fiquei muito feliz,no dia 31 de dezembro de 2010 fui para a maternidade,cheguei com 2 cm de dilatação e decidi fazer cesária,e me arrependo muito por isso,meu filho nasceu ás 10:41 hs da manhã,pesando 2,995 kg e 49 cm de 39 semanas e 4 dias,continuei morando com a minha mãe até meu filho completar 1 ano e 6 meses,depois pelo motivo de muitas brigas acabei indo morar com minha sogra,no mês de outubro de 2012 eu e meu namorado fomos morar juntos,e em dezembro de 2012 casamos.Amamentei meu filho até os 2 anos só no LM,hoje posso dizer que passei muitas coisas tristes,mais sem duvida meu filho foi a melhor coisa que me aconteceu.
Lindo

Sapeca!

Desirê e Luís Gustavo Lindos  ♥

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

História da Mamãe Noëlly Melo e do Príncipe César Antônio

Gravida Linda!

              A Descoberta

Oi, meu nome é Noëlly, tenho 19 anos, e vou contar um pouco da minha história para você.. Bom, conheci o Alex de uma forma um pouco engraçada! Eu estava voltando para a casa com meus pais, ai ele passou de carro do nosso lado e começou a mexer comigo.. Nisso eu comecei a rir DELE, e ele achou que eu estava rindo PARA ele , e fez gesto para eu passar o meu telefone , de primeira, não passei não,  mas ai ele começou a insistir e começou a seguir o carro do meu pai, fiquei com medo, e meu reflexo foi abaixar o vidro do carro e passar meu telefone!                                                                                   

Minha mãe na mesma hora virou pra tras e gritou:
- NOEEEEEEEEEEEELLY, VOCÊ NÃO PASSOU SEU NUMERO NÉ MENINA????
- Lógico que não né mãe. Passei o numero errado, der!
Mas havia passado o certo, começamos a namorar, e a minha família é apaixonada por ele, desde o comecinho..
 Alex tinha me levado no médico pra fazer um exame pra gini porque eu tava tendo muita cólica e a minha menstruação tava meio estranha.. Ai a moça que tava fazendo o exame olhou na minha cara e falou:
- Tem possibilidade de você estar grávida? (Eu respondi)
- O.o tem
- Poisé.. Tem um bebêzinho ai.. Parabéns , quer ouvir o coração?
Eu nem consegui responder nada, tava estasiada, mil coisas passando na minha cabeça tipo eu tava menstruaaando, como eu podia estar grávida??
Sai andando sem falar com o Alex e sentei no carro (ele desesperado perguntando o que tava acontecendo..)
Só consegui chorar e falar 
- Amor, o que você acha de ser chamado de ''papai''?
Ele começou a rir, a chorar , a me abraçar, me beijar, beijar minha barriga saiu pulando no estacionamento do hospital que nem um bobo...
Eu sem conseguir falar nada.
Durante a gestação eu desenvolvi um tipo de anemia rara, que meu corpo produz e logo já destrói hemoglobina, la vai mais repouso e cuidados, passado isso, um dia eu estava sozinha no apartamento (já tava morando com o Alex, mas ele tava trabalhando) eu comecei a sentir uma dor HORRÍVEL, terrível, como nunca senti, nem sei como explicar o quanto doía! 
Eu tava sem celular e não conseguia nem ir até o interfone nem nada, fiquei ali umas 2 hrs até ele chegar, ai fomos para o hospital e eu tava com infecção de urina, e o médico falou pra observar se tiver febre era precisa internação. 
Ai eu fiquei um tempo super bem, arrumando as coisinhas dele, só que no começo de julho eu fui dormir na casa da minha mãe e comecei a ter febre alta, a vomitar a morrer de frio, minha mãe ligou pro Alex e ele veio correndo me levou pra maternidade..
                                              
                                                     Relato do Parto

Chegando la fui direto pro apartamento pra ser internada , fiquei lá quase 20 dias, no dia 19 de Julho fui fazer um ultra, pra verificar tudo certinho, ai a moça só falou assim:
- Nossa, seu liquido tá zerado.
Não explicou mais nada ai eu desesperada esperando o elevador fazendo um monte de perguntas pras enfermeira, tipo ''Qual o procedimento'' ? / ''O que vai acontecer agora?'' 
Liguei pro Alex chorando muito porque meu Chá de bebê ia ser dia 21, e não tinha acabado de montar o enxoval, faltava 1 mês ainda pra ele nascer, mas nada feito.
Meu médico decidiu esperar o dia seguinte pra fazer alguns exames, e 19hs eu faria a cirurgia.
Imagina um monte de pessoas em mutirão fazendo compras em lojas de bebês, correndo ? Então, minha família e a família do Alex...
Graças a eles e a minha familia, eu só precisei ficar calma e esperar porque na hora do parto as roupinhas ja estavam lavadas  e separadas pro pequenino vir ao Mundo.. 
19:05 entrei na sala de parto, M E G A nervosa, morro de medo de agulhas e nunca tinha feito nenhuma cirurgia, tomei a anestesia nas costas, que foi muito mais tranquila do que eu imaginava.. 
19:15 ele nasceu, com 51 cm e 3,160kg , lindo demais!
3 hrs depois tomei banho sozinha , depois me alimentei, depois amamentei, e achei a cesária super tranquila, nada do que as pessoas falavam.. 
Eu engordei 16 kg durante a gravidez, e com 1 mês eu já tinha voltado aos 52kg...

                                       O que meu filho significa para mim 

VIDA!  Não citei antes, mas a minha mãe luta contra um câncer há anos, a vinda do César Antônio foi um sopro de vida em minha família, quando ele nasceu, ela mal conseguia ficar em pé, mas mesmo assim, fez questão de cuidar de mim, de me ensinar as coisas com ele .. Quando ela faz quimioterapia e nos chegamos lá , nem parece que ela esta passando por uma coisa tão horrível..
Meu filho , com toda certeza é um Anjo iluminado, o que eu sinto por ele não dá para ser medido!
Ele é todo feito de amor, apenas isso, amor, amor, amor e mais nada!

Lindo César Antônio

Lindos

s2

História da Mamãe Christhorana Rodrigues e do Príncipe Christhopher

Gravida
Quando eu ingravidei eu já namorava há 2 anos com o pai do meu filho, antes de eu descobrir q estava gravida eu cuidava de uma prima minha q tinha acabado de nascer pois minha tia teve serias complicações no parto e a minha prima tb elas quase morreram, eu nn sabia mais estava treinando para ser mamãe rs' antes msm de minha prima nascer eu já avia notado q tinha ingordado um pouco,mas como minha mestruação vinha nem desconfiava, passou se um mes minha tia estava totalmente recuperada e eu só engordando, minha tia já desconfiada me alertava mais eu nem ai ate q minha mestruação não veio esperei 1,2 e nada dela vir, falei com minha tia e imediatamente fomos para rua comprar um texte de farmárcia,compramos e voltamos para casa mas tinh q espera ate o dia seguinte para saber, essa noite fikei pençando como seria cuidar de um bb'zinho só meu pois eu só apaixonada por criança, bom chegou no dia seguinte as 5:00 da manhã e eu já estava cordada fiz o teste e esperei alguns minutos (os minutos mais longos da minha vida) passou mil coisas na minha cabeça mais já via o mundo com outros olhos o resultado saiu minha tia me abraçou e falou "parabéns vc vai ser mãe" nessa hr não me conti e chorei mas chorei de felicidade pois queria ter esse filho, imediatamente ligeui para meu marido e contei q estava gravida ele ficou mt feliz, alguns dias dps já não dava mais ara esconder q estava gravida eu já estava dando os sinais de q esperando um bb, entaum resolvi contar para minha mãe ela ñ ficou nada feliz e disse q se eu nn abortasse era para eu sumir da vida dela, entaum peguei minhas coisas e fui para casa da minha tia pois eu ñ seria capaz de tirar a vida de alguém q ñ teve culpa de nada, fui faser minha primeira ultrasonografia junto com minha tia pois meu marido trabalhava e ñ pode ir cmg láh pela primeira vez vi o meu anjiinho, ele ate se mecheu rs' qd ouvi as batidas do coraçãozinho dele eu me emocionei e nakele momento estava disposta a lutar com tudo e com todos por akela pessoinha indefesa q dependia de mim para viver, e tb vi q estava com 11 semanas (quase 2 meses) dps disso o tempo passou fui faser o pré natal com 4 meses e logo ele me passou outra ultrasonografia para saber como o bb estáva e qual era o sexo todos da minha família falava q era menina, mas eu sabia q era menino meses se passaram e minha barriga crescendo minha mãe tentava se aproximar de mim mas eu tipo q peguei raiva dela sláh entaum a evitava de qualquer geito já com 5 meses meu medico mandou eu parar de estudar pois estava tendo mts delataçãoes e isso podia me prejudicar, semanas depois me mandou faser outra ultrason para ver o sexo do bb fiz e deu menino (eu já sabia) dai com 8 meses meu medico disse para eu me preparar q o meu principe já esta por vir entaum marcamos a data da minha cirurgia e eu fui preparar o meu chá de bebe q foi uma semana antes do meu parto, no chá de bebe eu voltei a falar com minha mãe,e finalmente o dia tão esperado chegou meu principe nasceu com 3.654kg e 54cm.
Lindo Christhopher Daniel!

Bebê lindo

Amor Lindo ♥

História da Mamãe Eshilly Brito e do Príncipe Jhonny Viktor

Lindos!! 
Eu namorei com o pai de Jhonny durante um bom tempo, e entre idas e vindas eu acabei engravidando e indo para SP ver meu pai, chegando lá comecei a passar muito mal e acabei desconfiando que estava grávida. Liguei pro pai de Jhonny quando fiz o primeiro teste e ele me mandou tomar remédio, e no segundo teste que eu fiz foi do mesmo jeito, por que ele pensou que eu estava mentindo, e que era um pretexto para poder voltar com ele. E não era isso não. Se antes quando terminamos eu já tinha tomado a decisão de nunca mais iria voltar com ele, depois que ele me mandou tomar remédio é que eu não queria isso pra minha vida mesmo.
Vim embora, e só até ai quem sabia era minhas primas e minha melhor amiga. Chegando lá em Abaíra contei a minha mãe, e ela contou pra toda minha família que me aceitou muito bem graças a Deus. E ao meu pai quem contou foi minha tia. E eu não conseguia nem olhar pra cara do pai de meu babys, sei lá, sentia um nojo, misturado com raiva, ódio, indignação por ele ter feito aquilo comigo, nunca esperei isso dele, eu simplesmente o amava e depois disso o encanto acabou, o que sentia por ele sumiu e foi tomado pelo o lugar do ódio e da raiva. O pessoal me criticou muito pelo fato de eu ter engravidado aos 12 anos, por eu ser tão nova e não ter casado. Mas mew, eu ia casar com um cara que não queria a vida do MEU filho?! Não mesmo. No começo de minha gravidez passei muito mal, pelo fato que passei muito nervoso. E sempre era levada para o hospital nas pressas, e teve uma vez que um louco de um médico chegou a dizer que eu estava com o bebê nas trompas e que precisa sair de minha cidade o mais rápido possível para poder fazer uma cirurgia e tirar o bebê por que eu estava correndo risco de vida. Chegando em outra cidade quando eu fiz a ultra o médico disse que meu bebê estava normal. Isso foi um alivio pra mim, por que eu chorava e gritava muito, pedindo a Deus, a minha mãe e ao o médico que eles me ajudassem, que eu não queria perder meu filho, que mesmo em pouco tempo ele era tudo na minha vida, e que eu não saberia viver sem ele. 
Depois minhas aulas voltaram só que eu não conseguia estudar, por que passava muito nervoso. Então nisso eu ficava a maior parte do tempo em casa. Dificilmente saia, quase entrei em depressão. Mas meus amigos e minha família me levantaram e não me deixaram cair graças a Deus. Tinha vezes que eu sentia fortes dores, fortes contrações parecendo que eu teria o bebê ali mesmo.
Enfim nove meses, morria de ansiedade pra poder ver o rosto de meu bebê e poder tocá-lo, senti-lo, beijá-lo, abraçá-lo. Meu parto foi Cesário. Ocorreu tudo bem graças a Deus. Mas depois foi horrível, fiquei uns dias de cama. 
Hoje sou feliz com meu filho, ele é tudo na minha vida, não sei viver sem ele. E aqueles que antes nos criticavam hoje beijam por onde pisamos. Tenho uma ótima relação com o pai de meu filho hoje. 

Agradeço muito a minha mãe e a toda a minha família e aos meus verdadeiros amigos que nunca me deixaram só, e que quando eu quase cair me levantaram. 
Quero deixar bem claro que MEU filho é TUDO que eu tenho na minha vida, e quem sem ele eu não vivo, não respiro, não dou uma risada. Por que ele é o motivo de tudo para mim. E eu presenciei cada passinho, cada palavrinha, cada sorriso, gargalhada, cada olhar, cada beijo, cada abraço. Tudo dele foi eu que vir. Ele é meu, só meu de mais ninguém. Não sou nada sem ele.
Príncipe Lindo 

 Jhonny Viktor Lindo


Coisa mais linda

História da Mamãe Rayane Menezes e a Princesa Ana Júlia

Quando descobri que estava gravida chorei uma semana porque não sentia mais nada pelo pai dela conversei com meus pais minha mãe não aceito meu pai botou a culpa toda na minha mãe minha mãe mandou eu ir embora fui pra casa da minha madrinha fiquei la até 5 meses eu ainda estava namorando com o pai dela quando fiz 6 meses nos terminamos fiquei triste e ao mesmo tempo feliz tava triste porque toda vez que ia fazer a ultra não dava pra ver
queria comprar as coisas dela quando fiz 8 meses fui na próxima ultra e até que enfim ela abriu as perninhas sai do Hospital direto pra compras as coisinhas dela  comprei os negócios do Quarto dela toda feliz ai no dia 22/01 me deu uma disposição enorme dei faxina na casa  arrumei o quarto dela ai no dia 23/01 acordei com um sinal fui pra maternidade cheguei la tava sem dilatação ainda ai voltei pra casa nervosa mais, quando foi umas 13:00 hora comecei sentir dor forte e fui pra maternidade correndo com minha prima 
cheguei la o medico deu um toque tava com 2 dilatação ainda toda hora o medico ia la quando o medico foi de novo tava com seis dilatação não estava na hora ainda mais quando o medico virou a Júlia começou a coroa
e o medico invés de ajudar mandou eu fecha as pernas e ir andando pra sala de parto chegou la a Júlia tinha subido minha pressão tinha subido ai veio um cara e subiu na minha barriga e empurrou tirarão a Júlia a vaco nasceu as 17:10 da tarde vim embora no outro dia as 11:00 horas e hoje ''Ana Júlia'' esta com um ano não sei mais viver sem ela sou mãe solteira e tenho muito orgulho de ser mãe solteira Júlia nasceu forte igual um touro mamando Muito 
Filha mamãe te ama Muito !!! 

 Grávida da princesa !
  Ana Júlia  Ana Júlia na Maternidade

História da Mamãe Bruna Dittmar

Conheci o meu namorado em 2010 com 15 anos e quando começamos a namorar, ninguém botava fé no nosso namoro. Mesmo ele sendo o meu primeiro namorado a minha família sempre gostou muito dele e a família dele me adorou desde o começo do namoro. Em outubro de 2012 minha menstruação atrasou, mas eu nem dei moral, achando que só estava desregulada porque eu tomei meu anticoncepcional errado nesse mês, mas a minha mãe que sempre foi muito atenta a tudo começou a me pressionar perguntando porque estava atrasada, e eu sempre dando desculpa, até que um dia resolvi fazer o teste de farmácia e olha ai a surpresa, positivo! Fiquei maluca, liguei pro meu namorado na mesma hora desesperada e ele tentando me acalmar. Não aguentei e no mesmo dia contei pra minha mãe, que me mostrou calma desde o começo. Nas semanas seguintes só foram expectativas, exame de sangue, e o ultrassom que mostrou um coração tão forte em um serzinho que nem tamanho tinha ainda. Todos da minha família me apoiaram muito, menos o meu pai, que ficou duas semanas sem falar comigo, que foi o que me deixou muito mal, me fazendo entrar em depressão. Eu comecei a aceitar a minha gravidez quando tive um inicio de aborto bem no começo, não me imaginava mais sem o bebe, e foi ai que eu melhorei e que meu pai acordou e começou a ficar do meu lado e me apoiar todos os dias. Agradeço em todos os momentos a benção enorme que eu recebi, a minha família por ser tão compreensiva e me ajudar tanto e ao meu príncipe, meu amor, meu namorado que não fugiu em nenhum momento da responsabilidade e se mostra desde o começo apaixonado pelo filho ou filha. Ainda faltam 5 meses para o Leonardo ou a Ana Luiza nascer, e esse é só o começo da minha história com os amores da minha vida. 
Casal lindo - Felicidades.

História da Mamãe Bianca Fernandes e a Princesa Nicolle


A DESCOBERTA: Eu ia completar meus 15 anos ainda, quando eu comecei a sentir os sintomas da gravides. Minha mãe e meu namorado já desconfiados, resolvemos ir no posto tirar a duvida. Fui ao posto, fiz tudo que era pra fazer e saiu o resultado POSITIVO, estava de 1 mês e pouco. Nossa, na hora eu GELEEI, meu namorado ficou assustado, mais ficamos felizes ao mesmo tempo, iria ter uma oportunidade de cuidar de um anjo. Chegamos em casa, como meu irmão estava aqui, dei a notícia pra ele, pensa em uma pessoa bobona ? Pensou ? então, foi meu irmão mais velho rs. Dei a notícia pra minha mãe, ela ficou super feliz, dei a notícia pro meu tio mais novo, ele disse que iria ser ruim pra mim poder terminar os estudos, fazer tudo o que eu fazia, mais ficou feliz. Os pais do meu namorado ficaram super, iper felizes. Mais, quando fui dar a notícia pro meu tio mais velho e pra minha avó, fui humilhada total, xingaram, me zuaram, fizeram coisas que não tem explicação, minha avó falou que não era pra mim nunca mais falar com ela, que quando eu visse ela, pra mim passar direto, pois ela ia fingir que não me conhecia, CHOREI CHOREI, CHOREI tanto, que achei que ia perder minha baby. Mais ai depois de um tempo, minha barriga foi crescendo e se adaptaram. 

O PARTO: Era dia 07/06/2012 Já era bem a tarde. Eu estava em casa, deitada, meu namorado estava trabalhando. Minha mãe e o namorado dele estavam assistindo TV na sala, quando de repente eu sentir umas dorezinhas pequenas. Avisei minha mãe e ela disse que qualquer dor mais forte era pra mim avisar ela. Passou uns tempinho, minha mãe estava mexendo com as panelas e eu deitada na minha cama, ela vinha toda hora e perguntava se estava tudo bem, e eu dizia que sim. Minha mãe e o namorado dela, foram ao mercado, e em seguida encontraram meu namorado descendo o escadão e disse: a Bianca esta sentindo algumas dores, fica de olho nela lá. Ele chegou e me deu um beijo e disse: Minha filha já esta querendo nascer? Eu respondi: Acho que sim. Depois de umas horas, minha mãe já estava em casa e eu fui ao banheiro, saindo do banheiro disse pra minha mãe: Mãe! Minha calcinha esta com uma mancha meia amarelada. Ela disse: Ai meu deus, é isso mesmo que acontece, acho que a pretinha já esta querendo vim ao mundo. A minha colega daqui da rua veio me ver, e minha mãe disse que eu estava com as dores, ela disse que era pra minha mãe me levar no médico, mesmo que seja alarme falso. Comecei a sentir umas dores mais forte de encolher as pernas, falei pra minha mãe mais uma vez e ela falou com o namorado dela, resolveram me levar no médico. O namorado da minha mãe ligou o carro e lá vamos nós ao médico, dentro do carro, sentia umas dores que PORRA, é de matar. Chegamos ao médico, entrei pela emergência, sentei em uma cadeira de rodas, não estava me aguentando em pé e fui até onde tinha que fazer as PORRA tudo pra saber da dilatação. Uma mulher me atendei e disse que eu estava com 6 de dilatação, e que eu iria ficar internada. Como meu namorado e minha mãe estava lá em baixo, liguei pra eles e disse pra algum deles subir até o 3° andar, meu namorado foi, meu, me deu uma VONTADE de CHORAR tão grande. Então ele pegou minhas roupas, me deu um beijo e desceu pra ir embora. Fui pro quarto a onde tinha que ficar pra poder entrar no soro, colocaram a PORRA da agulha no meu braço, e ligaram o soro. MEU DEUS, achei que ia MORRER, nossa, é muito ruim ficar com aquele troço no braço e sentindo aquela dor desgraçada. Já era tarde, me levaram pra ganhar, nossa mãe de deus, mais que dor dos infernos, depois que cheguei na sala de parto, a fdp da mulher fez um favor de me cortar pra poder minha filha sair, quando deu umas 23:11hrs, minha baby nasceu com muita saúde. Que alivio que me deu viu, me levaram pra descançar e aproveitei e dei mama pra minha filha. No dia seguinte, me descerão pro quarto, onde ficam todas as mamães novas, me deram um banho e ligaram pra minha familia. Pois no dia seguinte, chegou meu namorado e meu sogro, eu estava trocando minha baby, por que todas as pessoas ficam bobas quando viam os bebes? Cara, meu namorado não sabia o que fazer, o pai dele sem reação, enfim. Depois de 3 dias eu vim embora e fiquei muito mais melhor na minha casa. 
Linda Princesa ! Nicolle

O que eu sinto pela minha filha? Um amor sem explicação, pois quando ela estava na minha barriga, todos os dias eu conversava com ela e dizia que a amava, todas as vezes antes de dormir eu falava com ela e dizia: Dorme com deus. É incrivel como a gente pode se apaixonar por um ser que ainda nem conhecemos e nunca vimos. Na hora em que ela saiu de mim e eu ouvir o choro dela, uma lágrima sem duvida desceu, ela olhou pra mim e eu olhei pra ela e sabiamos que uma iria cuidar da outra. Eu amo muito minha filha, e com certeza eu vou fazer o que tiver em meu alcance pra que ela seja muito feliz. 

História da Mamãe Fran Norimbeni e do Príncipe Enzo

Foi assim , eu descobri que estava gravida através da minha mãe , agente estava no aniversário da minha irmã de 8 anos , e tinha cama elástica e etc  e eu pulando bebendo fumando e tudo mais , saindo da festa fomos para Neves Paulista , e lá estava tendo show do Victor e Matheus , eu bebi mais ainda .. ai numa quarta feira , teve show da gravação do DVD deles em RP e eu fui Camarote open bar, bebi até passar mal, no dia seguinte fui pra jales na prainha e levar uma amiga nossa que mora lá e ela já tem uma filha ai eu comentei com ela , que minha mãe disse no dia do aniversário da minha irmãzinha que meu corpo estava mudado , e disse a minha amiga que minha barriga estava dura meus peito doloridos e minha menstruação atrasada , e ela então disse que era coisa da minha cabeça ( isso na quinta apos o show) ai eu voltei pra mirassol fui trabalhar na sexta e eu levei uma comida pro almoço com carne de panela amo de paixão , e eu vomitei tudo as meninas compraram pastel e eu não consegui segurar com o cheiro, ai eu contei pra minha mãe hora dela me buscar , ai nós estávamos indo pra minha tia , passamos numa farmácia e eu comprei o teste cheguei na minha tia tranquei-me no banheiro e fiz , esperei e subindo deu os dois risquinhos vermelhos , ai eu gritava todo mundo chorava , descontroladamente .. ai eu falava tia , isso ta errado e blá blá blá .. ai minha mãe perguntou o que eu queria fazer , e eu só pensava em abortar , e ela não apoiava mais também não falava não pois eu tinha 18 anos e tals .. foi aonde eu decidi esperar eu achava que eu num ia aguentar e iria perder o bebe , no mesmo dia fomos ate meu pai eu contei , ate cheguei fala em aborto ele ficou muito bravo com essa minha atitude e ele disse vou só te dar um recado , já ta feito se você abortar eu te coloco pra fora de casa , antes um filho do que uma doença , isso tudo na ( sexta-feira) ai na segunda ele me levou pra fazer o exame de sangue pra confirmar , e deu positivo todos de casa pulou de alegria , o sonho dos meus pais era ter um menininho e eu tive o Enzo Gabriel , hoje o meu filho é tudo pra mim , a razão deu ter forças pra continuar e ser o meu melhor por ele .. O pai , nunca quis saber , sempre fiz tudo sozinha , mas como dizem Pai é quem cria e não quem faz , beijos ;*
 Príncipe Enzo Lindo
O dia mais feliz da minha vida - Nascimento do Enzo.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

História da Mamãe Izabella Reis e do Príncipe Brayan

Minha mãe e eu sempre ficavamos menstruadas no mesmo dia, quando n era vinha sempre um dia antes ou um dia depois. Para a minha não sorte ela me perguntou se a minha já tinha chegado (a dela já tinha), e eu disse que não... Se passaram 2 dias e ela perguntou de novo, e eu respondi novamente que não, até reclamei com ela "pô mãe, quando chegar eu te falo, credo"... No quinto dia de atraso ela já veio quente p/ brigar comigo perguntando se tinha chegado, e eu disse que não, aí ela começou a perguntar "você está se prevenindo?" "você fez sem camisinha" "me conta, você acha q está grávida?" E eu me sentindo pressionada questionei né, disse p/ ela parar de perguntar, falei que não tinha nada aqui dentro, e eu realmente achava que não tinha... Porque um mês antes, eu achei que estava grávida e foi uma mera ilusão, chorei pra caramba e não queria passar por tudo que passei de novo. Aí com 6 dias de atraso ela chegou com um teste de farmácia aqui em casa, juro, eu comecei a rir e falei "mãe, eu não vou fazer isso, eu não estou grávida", e ela disse "já q tem tanta certeza então faz"... Liguei para meu namorado contando a situação, e ele ficou meio assustado, mas feliz com a notícia, só não sabia o que falar, fui e disse q ligaria assim q eu fizesse o teste. Fui para banheiro e fiz, e adivinhem? 2 palitinhos super vermelhos apareceram com menos de 1min (no pct dizia q aparecia com 2min ou mais). Fiquei assustada, sem acreditar, eu realmente não quis acreditar, fiquei com medo de estar errado e eu novamente achar que estava grávida sem realmente estar. Fiquei no banheiro 1hr, sai com minha mãe batendo na porta... Mostrei pra ela, e ela simplesmente me olhou com muita tristesa nos olhos e entrou p quarto dela, só veio falar comigo no outro dia. Meus olhos se encheram de lágrimas e fui p/ meu quarto ligar p/ meu namorado. Liguei p/ ele e a única coisa que saiu da boca dele foi "tenho que falar com minha mãe, vou ligar p/ ela agora" E eu disse tá, pedi p/ q ele me ligasse depois, assim q ele contou me ligou e ficou desacreditado assim como eu "MEU DEUS, SEREMOS PAPAIS". 
E foi assim que descobri que o Brayan viria ao mundo! =')






História da Mamãe Andressa Silva e do Príncipe Matheus Gustavo.


Quando eu tinha 18 anos engravidei e quando tava mais ou menos com 1 mês descobri que tava gravida, ficamos muito feliizes neeh!!! Mas por uma infelicidade do destino eu perdi!!! eu fiquei muito mal e aqueles que eu julgava meus amigos foram os primeiros a virar as costas, principalmente minha "melhor amiga" e o pai do bb que me fizeram acusações horriveis e infundadas!!! Mas como minha mãe sempre diz, quando se chega no fim do poço, o que se tem que fazer é voltar a tona!!! fiquei muito mais muito mal de verdade, chorava todo dia, fiquei inconsolavel, foi quando me mudei e conheci o pai do meu filho, após um tempo de namoro,cai na besteira de transar sem camisinha,quando foi em dezembro comecei a ter enjoos terriveis, fiz 3 testes e todos deram negativos, mas algo dentro de mim me dizia que eu estava siim!!! Um mes passou e quando foi no dia 15 de janeiro eu estava indo para o trabalho ( que por acaso, eu tinha começado fazia uma semana) e passei mto mal e fui para no HMU (HOSPITAL MUNICIPAL DE URGENCIAS) chegando la me mandaram fazer uma bateria de exames pois eu estava com sintomas da gripe H1N1, o resultado do exame de sangue e de urina, chegou e me encaminharam pro ginecologista de urgencia, pensei mil coisas menos naquilo, quando cheguei na sala da ginec. assustada ja, pois eu pensava que talvez estivesse com alguma doença grave, a ginec. me olhou sorriu e disse que estava tudo bem e do ponto de vista dela não era nada grave, ela pediu para que eu deitasse na maca pois ela ia me mostrar qual o meu problema e me disse que em poucos meses meus enjoos estariam resolvidos, pois bem, quando deitei na maca ela passou gel na minha barriga,e passou o aparelho procurando algo, eu estava mto assustada e não entendia nada, quando de repente um barulho alto apareceu, que susto, quase cai da maca qdo ela me disse que era o coração do meu bebe!!! Cheguei em casa e contei pro meu ex-namorado (pai do matheus) que eu estava gravida, logo apos contei para os meus pais, foi muito dificil eu era mto nova e estava com uma bolsa de faculdade nas mãos, quando os pais do henrique ficaram sabendo a coisa foi muito pior, fizeram um escandalo chegando quase ao ponto do pai do Henrique e ele sairem nos murros!!! mas minha provação tava só começando, após todo esse escandalo dois dias depois passei mto mal e fui na maternidade como tinha sido indicado pela minha medica, e grande foi meu susto quando disseram que não conseguiam ouvir o s2 do meu bebe, chorei mto e tive que fazer uma ultra de emergencia, graças a deus foi só um susto, porem a medica disse que eu teria mtas complicações pois meu utero era mto pequeno, e assim foi eu passando cada vez pior ja que minha gravidez era de alto risco, quando foi com 5 meses começei a sentir dores terriveis, mta falta de ar e pontadas da ponta da barriga, meu pai e minha mãe me levaram rapidamente pro hospital, quando cheguei la uma correria, eu estava sangrando, fui atendida rapidamente e o medico me disse que eu fui atendida rapidamente e o medico me disse que eu estava em trabalho de parto, chorei mto mas graças a deus os medicos conseguiram reverter, depois de um tempo voltei pra casa, ainda sentia dores com mta frequencia, apos alguns exames descobri que tinha HIPOGLICEMIA e PEDRA NOS RINS. Comecei a ter infecções terriveis e cada vez mais fortes, com 7 meses e meio comecei a sentir muitas dores, pontadas, sangramento e falta de ar e pra piorar meu bebe parava de mecher, la fui eu correndo pro hospital, chegando la o medico disse que mais uma vez meu bebezinho queria nascer pois eu estava com uma infecção muito forte que eles chamam de pielonefrite, foi uma luta, mais uma vez inibiram o parto e fiquei internada, foram os piores dias da minha vida, cheguei a subir duas vezes pra sala de pré-parto pois a infecção me dava contrações e tinha perigo da bolsa romper, começaram a me tratar com inibina, depois de 5 dias tive alta, porem o medico me deixou de recomendação que eu teria que ficar de repouso absoluto pra bolsa não romper, foi mto ruim não podia andar nem nada, o oitavo mes então foi quase todo indo pro hospital uma luta, no dia que fiiz 38 semanas de gestação chorei mto e agradeci a deus, minha medica me liberou pra andar, e me exercitar ja que isso ajudaria no trabalho de parto, só que ai meu bebe apressadinho ja não dava nem sinais de nascer rsrsrsrs... e assim foi indo de 2 em 2 dias fazer controle e nada quando foi no dia 15 de agosto fui ao médico para controle, a medica me disse que eu ja tava de 40 semanas e 3 dias e apos o exame de "toque" ela me disse que até dia 17 eu entraria em trabalho de parto, pois bem voltei pra casa, quando foi na madrugada do dia 16 pro dia 17 comecei a sentir contrações, fui para o hospital e tava só com 1 centimetro de dilatação e pressão alta, o medico me deu um remedio para pressão e me mandou voltar pra casa alegando que como era publico só poderia me internar com bolsa rompida ou 3 centimetros de dilatação, voltei pra casa, duas horas depois minha bolsa rompeu, e la fomos nós correndo pro hospital, chegando la fui atendida por uma medica otima a doutora andréia, ela me internou tudo, porem me avisou que não seria ela que faria meu parto, subi pra sala de pré-parto e sentindo cada vez mais contrações e ainda colocaram um remedio em mim para que eu dilatasse mais rapido, porem não adiantava eu não dilatava era 10:00, eu sentia muita dor de cabeça e num passava de um centimetro, de repente minha cabeça começou a ferver, chamei a enfermeira que tirou minha pressão e disse que teria que chamar o medico pois estava mto alta, ela foi, quando o medico chegou me examinou e disse que eu estava com pre-eclampsia, e teria que passar por uma cesariana de emergencia, foi horrivel, a anestesia não pegou direito e sentir dor quando o medico me cortou, porem ali não dava pra parar e ele teve que continuar, foi mto dificil, o matheus nasceu lindo e cheio de vida com 45 cm e 2,260kg, porem eu ainda teria mtos problemas pela frente, passado dois dias o matheus não mamava e sua glicemia caia cada vez mais, foi um terror ele quase subiu pra uti, foi quando veio uma moça do banco de leite e me ajudou, depois de quase 3 horas de tentativas ele finalmente mamou, 2 dias depois a maravilhosa alta, questionei o medico sobre os anti-inflamatorios e anti-bioticos que eu teria que tomar, ele disse que não seria preciso e foi um irresponsavel, dois dias depois voltei pro hospital quase tendo um ataque cardiaco devido a inflamação nos pontos por ele não ter me dado anti inflamatorios, foi terrivel tiveram que abrir meus pontos e fazer drenagem, o que doeu mto mesmo, pois a medica fez na mão e sem anestesia, foi terrivel mesmo, os dias que se seguiram foram piores ainda tinha que fazer varias vezes por dia curativos e mal podia pegar meu bebe no colo ja que os pontos estavam abertos e eu não poderia fazer pressão em cima, para eu dar de mamar, minha mãe tinha que segura-lo no colo dela pra que ele abocanhasse o peito, eu estava sofrendo demais e chorava muito, queria pode pegar meu filho a vontade cuidar dele e e não podia fazer isso, 20 dias se passaram e graças a deus aquele pesadelo passou, meus pontos fecharam e eu podia pegar meu bebe a vontade e cuidar dele, lembro minha emoção de pode dar banho e amamentar sem a ajuda de ninguem, agora ja faz 4 meses que meu principe matheus gustavo da silva bueno nasceu e estamos mto felizes, graças a deus todo aquele pesadelo passou e estamos muito felizes, ele ta lindo super gorducho e me faz cada dia mais feliz, hoje sei que sou uma mulher realizada... beijooos

                                  Grávida de 9 meses do meu príncipe.

História da Mamãe Ana Carolina


Ana Carolina grávida de 4 meses que ainda não sabe o sexo do baby :)
Ah .. tudo começou quando eu conheci o pai do meu filho, foi pelo twitter, me apaixonei, e como toda menina "apaixonada", eu era boba, eu me entreguei, confiei nele, acreditei no final feliz que ele disse pra mim ! Acabei quebrando a cara ! Ele me deixou ! Me trocou por outra, nunca mais falou comigo e não ta nem um pouquinho interessado em saber de mim, se estou bem, precisando dele ! 

Estava um pouco desconfiada fazia um tempo já ! Minha menstruação não vinha, eu tava comendo igual loca, isso quando não tinha aqueles malditos enjoos, tontura, dor de cabeça frequentemente, sem contar que ia no banheiro a cada 5 minutos. Bom, estava aqui em casa, minha mãe dormindo, tomei coragem e fui na farmácia bem cedo comprar um teste de gravidez, e pra minha surpresa deu positivo ! Meu mundo desabou, só sabia chorar, tava angustiada, me perguntando o que eu falaria pro pai do (a) bebe, o que eu falaria pros meus pais, O QUE EU IA FAZER! No começo a única coisa que me passava pela cabeça era ABORTO ! No mesmo dia, eu acordei a Karol (minha melhor amiga) contando pra ela, ela também ficou surpresa, disse que tava chorando, mas não me julgou e não me deixou de lado como muitos fizeram ! Eu contei pro pai dela (e) no mesmo dia, e ele não conseguia acreditar que aquele filho era dele, porque ele sempre tirava antes, mas mesmo assim eu engravidei. Depois do dia que eu contei que estava grávida a gente nunca mais conversou, ele não quer assumir. Bom, minha mãe só ficou sabendo da minha gravidez quando eu tava de 3 meses e meio, foi no ano novo. Todos estavam com as taças na mão, esperando dar 00h00 pra se abraçar, desejar feliz ano novo, essas coisas.. Ai quando deu exatamente 00h00 eu olhei pra minha mãe, abracei ela, disse : Feliz Ano Novo mãe, e daqui um tempo alguém vai te chamar de vó. E passei a mão na barriga e olhei pra ela quase chorando ! Ela também, quase chorando me disse: saia da minha frente e só fale comigo quando eu falar com você. Aquela hora meu mundo desabou, eu já sabia que ela iria ficar brava, mas não que ela falaria isso ! Então eu sai de perto dela, sorrindo, mas quase chorando, não queria que ninguém perguntasse o que tinha acontecido. A gente deu tchau pra todo mundo e fomos pra casa. Ficamos 3 dias sem se falar. Ela me olhava de quanto de olho só. :/ Eu tava indo trabalhar no 1º dia e passei mal no meio da rua, sentei e liguei pra ela desesperada pedindo pra que ela fosse me buscar. Chegando aonde nós estávamos ela desceu do carro passou a mão na minha barriga e perguntou se tava tudo bem com o "netinho (a)" dela e eu disse que tava com dor no pé da barriga, com medo de perder o bebe, tava super tonta e minha pressão tava muito baixa. Fomos pra casa e ela disse que ia se arrumar pra me levar no médico. Bom, ela me levou ao médico mas não falava nada do bebe, eu também fiquei quieta, chegando lá minha mãe disse que precisaria de um Dr. urgente porque eu tava muito mal mesmo, nem cor eu tinha mais de tão mal. (+)
Ai ele me consultou e falou que minha gravidez era de muito, muito risco. Minha mãe só chorava junto comigo por conta disso, ai ela perguntou quais eram os riscos e ele respondeu: Sua filha pode vir a falecer no parto, o bebê poderia nascer morto, sua filha pode perder ele a qualquer momento.. E o desespero bateu forte a hora que ele disse tudo isso, minha mãe chorava demais, demais mesmo, nunca vi ela daquele jeito. 
Então ele me receitou 5 tipos de remédios, incluindo vitaminas, ácido fólico entre outros. 
Eu queria de qualquer jeito ver o bebê, mas eu sabia que teria que marcar antecipadamente um ultrassonografia :c Mesmo assim eu implorei pro médico e disse que era caso de vida ou morte, desejo de grávida kk Então ele aceitou e falou que era só pra matar a minha curiosidade, e ligou tudo os aparelhos, passou aquele gel na minha barriga e começou passar aquele negocinho na minha barriga. Quando eu olhei pra tela eu não entendi nada, só via umas manchas, ai o médico me ensinou como ver e eu vi meu bebê lá, todo bonitinho, se mexendo, e aquele coraçãozinho batendo a 200 por hora, eu super emocionada, chorando igual boba, e minha mãe também. Ai o médico parou a imagem e disse: Ta de perninha fechada pra sua tristeza mamãe, mas poderá ser uma menininha linda igual a mãe. Ai sim eu chorei kk Meu sonho é ter uma menina, e se for se chamará Mellanie Luíza (não ta BEM decidido ainda) e Arthur Bernardo se for menino (também não está BEM decidido) ♥ 
Quando saímos dela fomos comprar os remédios e minha mãe disse: Viu como ela é bonitinha? E então eu passei a mão na barriga, olhei pra minha mãe e sorri. 
Chegando em casa ela me disse que não contaria pro meu pai por causa dos problemas que ele está enfrentando, mas não vou conseguir esconder por muito tempo né, minha barriga já está grandinha e quase impossível de esconder, mas ainda consigo usando roupas larguinhas. 
Apenas minha mãe e meus primos estão sabendo, mês que vem eu vou fazer um exame Beta HCG pra ir contar pros avós paternos do bebê, e tentar mais uma vez falar com o pai que não está querendo assumir amigavelmente. 
Sinto muitas dores, são tipo cólicas e quando isso acontece eu corro contar pra minha mãe e ela diz pra mim me acalmar que é normal por ser a primeira gravidez e o útero tem que se "esticar", só que mesmo assim o medo de perder meu/minha filho/filha ta muito grande ! As vezes quando sinto essas dores começo a chorar. 
A primeira vez que eu senti ela (e) mexer foi com 3 meses (agora estou de 17 semanas, 4 meses) , mas foi bem fraquinho, nada muito forte, nada de chutes por enquanto. Quando eu senti eu comecei a chorar, e cantar pra ela e passar a mão na barriga. (+)
Depois que ela se mexeu a primeira vez eu nunca mais consegui dormir sem sentir ela. E quando ela não se mexe eu já fico super preocupada. Sempre que eu como eu vou deitar e descansar, e quando eu to de barriga pra cima da pra sentir perfeitamente ela se mexendo, é uma emoção tão grande. Eu queria muito compartilhar essa emoção com o pai dela (e), mas infelizmente ele não quer e acha que o filho não é dele e eu sofro muito com isso, eu só tive 2 opções: o aborto e criar ele sozinho. E quero que meu filho se orgulhe de mim por ter escolhido a vida dele. 
A data prevista pra vinda dele (a) será dia 22 de Junho ♥ 
Eu já comprei várias roupinhas, minha mãe já comprou uma roupinha de menino e outra de menina, minha prima já me deu um vestidinho coisa mais linda. E com a madrinha e os padrinho que vai ter ela não vai precisar do amor do pai, nem da ajuda dele, mas deixar de contar pra família dele eu não vou deixar. 
Ter que aguentar esse preconceito todo aqui não ta sendo fácil, mas nenhum sacrificio é grande quando a mamãe ama !